DIVALDO FRANCO FALA SOBRE OS DESAFIOS NA ATUALIDADE

Divaldo Pereira Franco

DESAFIOS

Artigo de Divaldo Franco publicado no jornal A Tarde, coluna Opinião, em 21-05-2015.

Nunca antes o ser humano enfrentou tantos desafios quanto na atualidade. Os avanços tecnológicos e todas as comodidades, que possibilitam a facilidade de comunicação, a aquisição de conhecimentos complexos e refinados, não conseguiram tornar o ser humano mais pacífico e mais fraterno. Em alguns casos, deu-se exatamente o contrário, por estimular-lhe os valores negativos que permaneciam ocultos nos conflitos e que agora explodem com mais facilidade. As ambições tornaram-se-lhe maiores, as falsas necessidades impuseram-se como primordiais e a busca de distrações incessantes tem-no afastado dos deveres que devem viger na sua agenda de realizações.

 

Nesse báratro, a insatisfação e o vazio existencial assumem proporções imprevisíveis, dando lugar ao crescimento da violência de todo jaez, que ameaça as estruturas sociais, e da indiferença por si mesmo, assim como pela sociedade. O ego exorbita e o individualismo alucina. Quanto mais se tem, mais se deseja, numa sofreguidão sem precedentes, como se o significado da existência fosse o prazer, o divertimento, o gozo momentâneo, que não preenchem as necessidades emocionais da harmonia íntima.

 

Hipnotizado pela ilusão, transita na incessante busca das satisfações pessoais, sem qualquer respeito pelas lutas empreendidas pelo seu próximo, não se importando com os embaraços que tal comportamento propicia aos demais. Certamente há exceções valiosas, que são a esperança de um futuro melhor, com mais segurança e equilíbrio.

 

Não obstante essa correria desesperada para lugar nenhum, quando já não se acredita nos valores éticos-morais, vale a pena a permanência nos ideais de enobrecimento e de dignidade, que são alicerces para a estruturação da existência feliz. Os descalabros e escândalos, que se sucedem e desanimam aqueles que confiam no direito e no dever, são transitórios e assinalam o estágio de atraso espiritual em que ora transitamos, valendo porfiar no bem sem receio.

 

Divaldo Franco escreve quinta-feira, quinzenalmente no jornal A Tarde, coluna Opinião.

separador-pb

CAMPANHA DA PIZZA MÊS DE MAIO 2015

pizza01

FOTO 354

CAMPANHA DA PIZZA

DO MÊS DE MAIO 2015

ATENÇÃO COLEGAS,

O TRABALHO DA PIZZA SERÁ NO DIA

23 DE MAIO, SÁBADO, 8H.

COMPAREÇAM!

Integre-se a nós para fortalecermos nosso trabalho da pizza.

Seja um colaborador eficiente ajudando na montagem,

comprando e arrumando novos clientes para as pizzas grandes e minis.

Garantimos sua qualidade e higiene.

Sabores: Mussarela com lombinho, calabresa e provolone.

 

CURSO DE ESPERANTO

anigif

separador-livro

PALESTRAS DO MÊS DE MAIO 2015

img020CENTRO ESPÍRITA O SEMEADOR
Palestras do mês de Maio de 2015

SEGUNDA-FEIRA às 20h

04/05/2015

Amor aos Pais

Delma Faria

11/05/2015

A Missão do Espírito Protetor

Joelma Tannus

18/05/2015

A Fé deve ser Conquistada

Fabiana Manhães

25/05/2015

A Reencarnação e a Evolução Espiritual

Rondon Hikeda

QUARTA-FEIRA às 20h

06/05/2015

Livro dos Espíritos

Luiz Angelo

13/05/2015

Livro dos Espíritos

Fabiana Manhães

20/05/2015

Livro dos Espíritos

Luiz Angelo

27/05/2015

Livro dos Espíritos

Carlos Alberto

DOMINGO às 16h30min

03/05/2015

Evangelho Cap. XV   10

Daisy Sansoni

10/05/2015

Evangelho Cap. XVI   1 a 3

Fabiana Manhães

17/05/2015

Evangelho Cap. XVI   4

Vilma Passos

24/05/2015

Evangelho Cap. XVI   5

Fabiana Manhães

31/05/2015

Evangelho Cap. XVI   6

Daisy Sansoni

Dirigente da Reunião Pública da Segunda-feira
Luiz Curcino

Abertura da Reunião com Evangelho na Segunda-feira
Virgínia Secconi 04/05/2015
Joelma Tannús 11/05/2015
Francisco Silva 18/05/2015
Fabíola Reggiani 25/05/2015

 

*

 Dirigente da Reunião Pública da Quarta-feira
Joana Melazzo

Abertura da Reunião com Evangelho na Quarta-feira
Elizabete Loech, Cedice Freitas e Deisy Sansoni

*

Dirigente da Reunião Pública do Domingo
Vilma Passos

***

4ª feira 087

PALESTRAS NO NÚCLEO DO C. E. O SEMEADOR
BAIRRO SHOPPING PARK

Estudo do Evangelho

MAIO

02/05/2015

Entrai pela porta estreita, porque larga é a da perdição

Virginia

09/05/2015

Explicações úteis sobre a mediunidade

Adriel

16/05/2015

Aquele dentre vós que estiver sem pecado, atire a primeira pedra

Francisco

23/05/2015

Fazer o bem sem olhar a quem

Elizabete

30/05/2015

Que quer dizer evolução do Espírito

Gilvânia

JUNHO

06/06/2015

A importância da Família

Helio

13/06/2015

Que é o Amor?

Virginia

20/06/2015

Os vícios prejudicam o corpo ou o espírito?

Gilvânia

27/06/2015

Como tratarmos a obsessão

Francisco

Sábado às 17h

JORNAL SEMENTES ESPÍRITAS 29ª EDIÇÃO

jornal-semeador29

Os exemplares do nosso jornal “Sementes Espíritas”, vigésima nona edição (número 29, Abril/Maio/Junho de 2015) já estão sendo distribuídos.

O arquivo digitalizado do mesmo também está disponível para download clicando na figura do  jornal acima com o botão direito do mouse e em “Salvar Link Como” ou “Salvar Destino Como” (conforme o navegador que esteja utilizando). Para ler direto no navegador, clique com botão direito e em “Abrir em nova janela” (ou aba), ou “Abrir Link em nova janela”, dependendo do navegador utilizado.

É preciso ter o programa Adobe Reader ou outro programa leitor de arquivos no formato PDF instalado no computador.

Destacamos o artigo publicado na página 3 do jornal e que transcrevemos a seguir:

 

POR QUE ESTUDAR O ESPIRITISMO?

Muitas pessoas que começam a frequentar a Casa Espírita perguntam: por que devo estudar o Espiritismo?

Não entendemos de pronto a necessidade de estudarmos as obras Kardecianas o que é compreensível. No entando, ao frequentar um Centro Espírita é necessário nos interessarmos pela Doutrina que nos esclarece o porquê de existirmos, a razão de vivermos neste planeta, a causa dos sofrimentos, qual o nosso destino após a morte do corpo físico e uma infinidade de ensinamentos preciosos que visam a nossa transformação moral e espiritual. Não nos esqueçamos que a compreensão de tudo acontece através dos estudos que levam à conscientização e desse modo, passamos a nos esforçar para aproveitar as oportunidades oferecidas, aprendendo a valorizar o tempo.

Geralmente as pessoas buscam a Casa Espírita para alívio e conforto dos seus males. Muitos esperam solução imediata para seus problemas, algo que lhes devolva a paz e o bem-estar de que se veem necessitados. Isto é possível?

Não. Sem a perseverança e o verdadeiro interesse no aprendizado do Espiritismo, sem vencermos os obstáculos que por certo aparecerão em nosso caminho, não conseguiremos alcançar nosso objetivo.

É uma Doutrina que nos traz Jesus para nos ensinar a amar, pois, o amor nos engrandece espiritualmente. Jesus é o caminho seguro que nos leva ao Pai e Allan Kardec, magistralmente, colocou o Seu Evangelho na Codificação, assegurando-nos a bússola para nossos destinos.

É óbvio que todos desejam se libertar das dores, sejam físicas ou morais, mas devemos entender que não existem milagres para as curas desejadas. Estudamos a Doutrina para conhecermos o que ela nos oferece com suas explicações lógicas e racionais. Assim, podemos despertar para o nosso autoconhecimento com a consciência de que possuímos em nós mesmos, os meios para operarmos as mudanças que são necessárias para o nosso progresso. Para isso, no entanto, precisamos dos estudos das obras fundamentais do Espiritismo, das palestras com temas que nos sensibilizem a sermos melhores e do tratamento desobsessivo com as terapias oferecidas na Casa Espírita, o passe e a água fluidificada. Na verdade é um conjunto de atividades, incluindo as das assistências sociais, que a Casa propicia. Somos incentivados a fazer todo o bem que estiver ao nosso alcance.

Um Centro Espírita deve primar pela seriedade e disciplina, a fim de oferecer  um ambiente que aproxime os amigos espirituais em nome de Jesus e que cuidarão não só de nós espíritos encarnados, como dos irmãos desencarnados infelizes.

Devemos a Allan Kardec e à equipe dos Espíritos Superiores dirigidos pelo Espírito da Verdade, uma gratidão imensa pelo legado de luz, sabedoria e amor à humanidade.

separador-core

VÍDEO – O SENTIDO DA VIDA

Programa Transição 225 – Objetivos da Vida

 

Objetivos para viver

 

 Existir significa ter vida, fazer parte do Universo, contribuir para a harmonia do Cosmo.

 

Assim, a vida que pulsa na intimidade de cada um de nós é convite de Deus para nos integrarmos a Ele, ao Universo, visto sermos dEle os filhos diletos.

E a busca por um sentido, por entender a vida com um significado especial, é a força propulsora para o progresso.

Todo aquele que encontra um objetivo para viver, sejam seus ideais, suas necessidades ou mesmo suas ambições, terá em sua vida um sentido maior.

Mesmo sob cruciais e pesadas tormentas, o objetivo a se alcançar será sempre a mola propulsora.

Afinal, quando se tem o porquê viver, a forma como se vive, até que se atinja o objetivo desejado, torna-se secundária.

Viktor Frankl, psiquiatra judeu, afirmou que somente venceu os suplícios dos campos de concentração da Segunda Guerra Mundial porque conseguiu encontrar um nobre objetivo para quando saísse de lá.

Ele tinha três razões para viver: sua fé, sua vocação e a esperança de reencontrar a esposa. Ali onde tantos perderam tudo, Frankl reconquistou não somente a vida, mas algo maior.

Assim, enquanto tantos resvalavam na fuga pelo suicídio, nos dias de confinamento, ele superou as dores físicas e morais, ao se apoiar nos objetivos que se propôs alcançar.

Thomas Alva Edison, após mais de dois mil experimentos, mantinha o mesmo ânimo na busca de soluções para a criação da lâmpada elétrica, impulsionado que estava pelo objetivo da descoberta e da criação.

Muitos aposentados e idosos, depressivos diversos, que se neurotizaram, recuperam-se através do serviço ao próximo, da autodoação à comunidade, do labor em grupo, sem interesse pecuniário, reinventando razões e motivos para serem úteis, assim rompendo o refúgio sombrio da perda do sentido existencial.

Sem meta não se vive. Mas essa se trata sempre de um sentido pessoal, que ninguém pode oferecer e que é particular a cada qual.

Não por outra forma que, comumente, pessoas atuantes, vibrantes, quando perdem o objetivo pelo qual pautavam a vida, resvalam nos sombrios caminhos da depressão.

Assim, cabe a cada um de nós não se esquecer do significado maior da vida. Se os parâmetros externos modificam-se, se a vida se altera, é natural que nossos objetivos também sigam curso semelhante.

Porém, não esqueçamos que será sempre objetivo de todos nós a busca da construção íntima através do desenvolvimento intelectual e das conquistas morais.

Será a conjugação desses dois valores que proporcionarão bem-estar interior e plenitude.

Quem percebe a vida como uma oportunidade constante e inesgotável de progresso e conquistas, jamais deixará de possuir objetivos, pois terá como meta maior a construção da plenitude existencial na intimidade da alma.

 

Redação do Momento Espírita, com base no cap. 5, do
livro
Amor, imbatível amor, pelo Espírito Joanna de Ângelis,
psicografia de Divaldo Pereira Franco, ed. Leal.

Em 1.9.2012.